Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Rússia: ONU subestima número de vitimas civis na Ucrânia

Nos siga no
O comissário do Ministério das Relações Exteriores da Rússia para os Direitos Humanos, Konstantin Dolgov, declarou nesta quinta-feira (17) que há razões para pensar que a avaliação sobre as vítimas civis no conflito de Donbass é subestimada pela ONU.

Veículo de artilharia ucraniano nas proximidades de Donetsk - Sputnik Brasil
Ucrânia prepara ofensiva com tropas e armamentos em Donbass
"De acordo com o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, o número de vítimas do conflito interno na Ucrânia entre os civis atingiu pelo menos 9.098 mortos e quase 21.000 pessoas feridas desde abril de 2014 até 15 de novembro de 2015", disse Dolgov durante a sessão do Comitê de apoio público aos residentes do sudeste da Ucrânia. "Há razões para pensar que estes números não refletem a situação real, e o número de vítimas civis é significativamente maior", observou ele.

"A situação dos direitos humanos na Donbass, os problemas que existem neste domínio são conseqüências diretas de meses de duração da operação punitiva de Kiev", acrescentou. 

"No resto do território ucraniano, a situação com o não cumprimento dos compromissos em matéria de direitos humanos é consequência direta da política intencional das autoridades ucranianas dirigida a ignorar as obrigações internacionais”, concluiu.

O acordo de Minsk, assinado em 12 de fevereiro, prevê, entre outros pontos, o cessar-fogo na região de Donbass, no leste ucraniano, a retirada das armas pesadas, a troca de prisioneiros e a reforma constitucional na Ucrânia antes do final do ano. Em um esforço para acabar com o conflito no leste da Ucrânia, o Grupo de Contacto (OSCE, a Rússia e a Ucrânia).

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала