Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Mergulhando na escuridão: China lança satélite para estudar segredo do universo

© AFP 2021 / Observatório Europeu Do Sul - M. KornmesserBuraco negro
Buraco negro - Sputnik Brasil
Nos siga no
A China lançou um satélite para procurar sinais da hipotética matéria escura, que, conforme se crê, constitui a maior parte da massa do universo, informou a mídia chinesa.

O satélite DAMPE (sigla em inglês de Explorador de Partículas de Matéria Escura) foi lançado na manhã da quarta-feira (16) do foguete Longa Marcha 2-D a partir do centro de lançamento espacial de Jiuquan, no deserto de Gobi, segundo a agência de notícias Xinhua.

Entrando em uma órbita heliossíncrona na altura de 500 quilômetros, o satélite vai observar as propriedades das partículas espaciais e procurar sinais de decadência matéria escura. Mais de 100 cientistas vão estudar os dados recolhidos pelo satélite; os primeiros resultados poderão estar disponível no final de 2016.

A matéria escura não emite radiação eletromagnética e permanece imune à observação direta. Os astrofísicos têm até agora apenas observado efeitos gravitacionais da matéria escura em galáxias e aglomerados de galáxias. As observações indiretas incluem busca de excesso de emissões de raios gama, que podem ser o produto da decadência de partículas massivas que interagem fracamente (WIMP). As WIMPs teóricas são consideradas o principal componente da matéria escura.

Segundo as estimativas, a matéria visível representa apenas 4,9 por cento da distribuição de matéria e energia do universo, de que a matéria escura constitui 26,8 por cento. O resto é contabilizado pela energia escura, uma forma desconhecida de energia que abrange todo o universo.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала