Marinha da China incorpora seu mais avançado destróier 052D

© AP Photo / Guang Niu, PoolNavios de guerra da Marinha Chinesa
Navios de guerra da Marinha Chinesa - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
“Hefei”, o mais novo destróier de mísseis guiados Tipo 052D da China, juntou-se à frota do país esta semana.

​A cerimônia de entrega do navio à Frota do Mar do Sul da China aconteceu no último sábado (12) em uma base naval em Sanya, na província insular de Hainan, segundo informou a Marinha chinesa em comunicado.

“Meus homens se familiarizaram com as armas e equipamentos avançados. Em um futuro próximo, vamos nos focar no treinamento, com o objetivo de tornar o navio totalmente operacional dentro de um curto período de tempo", disse o Comandante Zhao Yanquan, capitão do Hefei, em entrevista ao jornal China Daily na segunda-feira (14).

Caça chinês J-20, com tecnologia stealth - Sputnik Brasil
China inventa ‘capa da invisibilidade’ ultrafina para navios e caças stealth
O Hefei é, alegadamente, o destróier mais avançado já construído pela China até o momento. Equipado com uma série de sistemas tecnológicos de ponta, o navio tem baixa assinatura radar (medida de quanto um objeto reflete ondas de radar) e um moderníssimo sistema de antenas com agrupamento de fase, segundo relata o China Daily.

O primeiro destróier chinês Tipo 052D, “Kunming”, ingressou na Marinha do país em março do ano passado, enquanto o segundo, “Changsha”, foi incorporado em agosto deste ano. No total, a China planeja construir pelo menos 10 navios desse tipo.

Frota russa no Mar Cáspio. - Sputnik Brasil
Marinha russa faz exercícios contra o uso de armas de destruição em massa
O 052D desloca cerca de 7.000 toneladas e é capaz de carregar uma vasta gama de armamentos, incluindo um sistema de artilharia de canhão único 130 mm, mísseis antiaéreos e mísseis de cruzeiro superfície-superfície.

A China também está desenvolvendo o destróier Tipo 055, que tem um deslocamento total de cerca de 10.000 toneladas e pode transportar mais de 100 mísseis, de acordo com Yin Zhuo, diretor do Comitê de Consulta de Especialistas da Marinha chinesa. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала