Egito e Turquia entraram na coalizão antiterrorista organizada por Arábia Saudita

© AP Photo / Hassan AmmarCaças F-15 da Força Aérea da Arábia Saudita
Caças F-15 da Força Aérea da Arábia Saudita - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Jordânia, Egito, Turquia, Catar e Paquistão entraram na coalizão antiterrorista organizada por Arábia Saudita, informa agência saudita SPA.

Foi divulgado no fim de semana que a Arábia Saudita formou uma coalizão islâmica militar de combate ao terrorismo composta por 34 países.

O centro de comando ficará na capital da Arábia Saudita, Riade. A coalizão, de acordo com o texto da declaração, esta sendo formada “para combater o terrorismo que tornou-se uma ameaça aos interesses da nação islâmica”, e também “exerce o direito das nações à autodefesa”. 

Bandeira do Estado Islâmico - Sputnik Brasil
Especialista: Arábia Saudita, Turquia, EUA, entre outros países, tornaram Daesh um monstro
Além da Arábia Saudita, farão parte da coalizão: Jordânia, Emirados Árabes Unidos, Paquistão, Bahrein, Bangladesh, Benin, Turquia, Chade, Togo, Tunísia, Djibouti, Senegal, Sudão, Serra Leoa, Gabão, Somália, Guiné, Autoridade Nacional Palestina, Comores, Costa de Marfim, Kuwait, Líbano, Egito, Lívia, República de Maldivas, Marrocos, Mauritânia, Niger, Nigéria, Mali, Malásia, Catar e Iêmen.  

A nova coalizão irá coordenar as ações com organizações internacionais e outros países. O grupo irá combater não só o Daesh (também conhecido como Estado Islâmico), mas também outros grupos terroristas.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала