Força Aérea da Síria destrói 3 postos de comando e 3 comboios do Daesh

© AP Photo / Vadim GhirdaImagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Força Aérea da Síria destruíram três postos de comando do Daesh (Estado Islâmico) no subúrbio de Aleppo e nos arredores de Palmira, bem como três comboios de automóveis que transportavam terroristas e armamentos na província de Homs.

A informação em coletiva de imprensa pelo porta-voz oficial da Força Aérea síria, general Ali Mayhub.

Nas suas  palavras, entre 27 de novembro e 10 de dezembro a aviação do país realizou um total de 363 vôos de combate, atingindo 1357 alvos terroristas nas províncias de Damasco, Homs, Aleppo, Latakia e outras, "levando à destruição de grupos armados, fortificações e postos de comando terroristas".

Mayhub revelou que os três postos de comando do Daesh ficavam no subúrbio de Aleppo e arredores de Palmira, enquanto o "posto de comando da chamada Jund al-Aqsa foi destruído em Laramna, na província de Hamma".

"Três comboios de automóveis com terroristas e armamentos que faziam o trajeto entre Al Karyateyn e Bayyarat, na província de Homs, e no sul de Khan Sheyhuna, província de Idlib" – disse o general sírio.

Mayhub informou que na província de Idlib também foram destruídas fortificações de combatentes do grupo Frente al-Nusra, e que na província de Aleppo foram destruídos centros de abastecimentos e depósitos de armamentos.

O general sírio disse ainda que após os ataques aéreos de Damasco líderes terroristas do país enviaram suas famílias em direção à fronteira da Turquia.

"Organização terroristas sofreram grandes perdas humanas e tecnológicas, levando à baixa da moral de suas tropas e à fuga de um grande número de combatentes. Junto a isso, muitas famílias de líderes de grupos terroristas foram enviadas em direção à fronteiras com a Turquia" – disse Mayhub.

Militantes rebeldes da oposição síria - Sputnik Brasil
Oposição síria exige saída de Assad logo no início do período de transição
O grupo terrorista Daesh, anteriormente designado por Estado Islâmico do Iraque e do Levante, foi criado e, inicialmente, operava principalmente na Síria, onde seus militantes lutaram contra as forças do governo. Posteriormente, aproveitando o descontentamento dos sunitas iraquianos com as políticas de Bagdá, o Estado Islâmico lançou um ataque maciço em províncias do norte e noroeste do Iraque e ocupou um vasto território. No final de junho de 2014, o grupo anunciou a criação de um "califado islâmico" nos territórios sob seu controle no Iraque e na Síria.

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала