Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Rússia não tem planos de sair do FMI por causa da situação na Ucrânia

Nos siga no
O ministro das Finanças russo, Anton Siluanov, declarou que a Rússia não tem planos de negar a participação no Fundo Monetário Internacional (FMI).

Siluanov declarou nesta quinta-feira (10) a jornalistas:

"Em relação ao Fundo Monetário Internacional, nós somos um dos membros-chaves do fundo e cremos que é desnecessário deixar de participar no fundo por causa da situação complexa que aconteceu hoje", disse.

Emblema do Fundo Monetário Internacional na sede da organização em Washington, 30 de novembro de 2015 - Sputnik Brasil
Rússia disposta a recorrer a tribunal após reforma do FMI
Mais cedo nesta quinta Siluanov declarou que a mudança da política de empréstimos do FMI antes do prazo final da recompensa pela Ucrânia da sua dívida à Rússia de US$ 3 bilhões levanta a questão de imparcialidade da entidade financeira.

O conselho de diretores do FMI divulgou na terça-feira que tinha realizado a votação para aprovar empréstimos aos países que têm sérios volumes de atrasos em pagamento aos seus credores oficiais. Muitos prognosticam que a Ucrânia, que reestruturou a sua dívida externa de US$ 15 bilhões no outono do ano corrente, anuncie default por causa da falta do pagamento da sua dívida em eurobonds à Rússia de US$ 3 bilhões até 20 de dezembro.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала