Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Chancelaria russa realiza coletiva semanal

© Sputnik / Anton Denisov / Abrir o banco de imagensPorta-voz da chancelaria russa, Maria Zakharova
Porta-voz da chancelaria russa, Maria Zakharova - Sputnik Brasil
Nos siga no
A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, comenta a situação com as tropas da Turquia no Iraque e outros assuntos mais sensíveis durante a coletiva semanal.

A agenda da possível visita do secretário de Estado dos EUA, John Kerry, para Moscou está atualmente sendo elaborada, disse Maria Zakharova na quinta-feira (10).

A rerpesentante oficial da chancelaria russa disse que o Conselho de Segurança da ONU discutiu a situação no Iraque.

Veículos e tanques do exército da Turquia aguardam perto da fronteira com a Síria - Sputnik Brasil
Rússia espera que Turquia não repita na Síria erro cometido no Iraque
Na semana passada, a Turquia intoduziu cerca de 150 soldados e 25 tanques para o norte do Iraque, supostamente para ajudar a treinar soldados iraquianos para lutar contra o Daesh (EI).

Maria Zakharova disse que a Rússia espera que a reunião do Conselho de Segurança previna ações e provacações imprudentes.

As afirmações de Ancara sobre a suposta "limpeza étnica" na Síria pela Rússia está longe de ser verdade e não tem fundamento, disse Maria Zakharova.

"Os líderes turcos… disseram que a Rússia está alegadamente realizando limpeza étnica na Síria. Estas declarações são estranhas a comentar porque mostram que as autoridades da Turquia estão completamente separadas da vida, da realidade e do que realmente está acontecendo na região", disse Zakharova durante a sua coletiva semanal.

Maria Zakharova disse que as últimas afirmações de Ancara parecem cada vez mais "a raiva impotente".

Falando da expansão do Daesh, também conhecido como "Estado Islâmico", a porta-voz da chancelaria russa disse que a Rússia está preocupada com o reforço do grupo no Afeganistão.

"A ameaça de criação da praça-forte do Daesh no Afeganistão para destabilizar a região se torna real", afirmou ela.

A porta-voz frisou que a Rússia apela para prevenir a espalhada da ameaça terrorista fora do Afeganistão, tendo em conta o interesse dos terroristas à Ásia Central.

Ashton Carter, chefe do Pentágono - Sputnik Brasil
EUA pedem maior participação de países árabes e coalizão na luta contra Daesh (EI)
Comentando as ações da coalizão internacional liderada pelos EUA, Maria Zakharova disse que Moscou considera que a coalizão imita o combate ao Daesh, a sua postura é politizada e não corresponde ao direito internacional.

Moscou pede à coalizão para divulgar a sua concepção do combate ao terrorismo. 

Além disso, a Rùssia espera que a França e Grã-Bretanha que juntaras a coalizão vão fazer contribuições reais na luta contra o terror.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала