Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Nicolás Maduro diz ter provas de que oposição comprou votos na Venezuela

Nos siga no
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu na noite de quarta-feira (9) a abertura de uma investigação sobre compra de votos nas eleições parlamentares do país realizadas no domingo (6). Ele disse que possui provas do ato praticado por oposicionistas e que os culpados serão punidos.

Presidentes da Venezuela, Nicolas Maduro, e da Rússia, Vladimir Putin - Sputnik Brasil
Rússia manifesta apoio à Venezuela após vitória da oposição a Nicolás Maduro
Em um programa de televisão da VTV, Maduro destacou que um grupo de advogados e especialistas eleitorais irá apurar com profundidade as denúncias. Ele disse que a compra de votos é um ato digno de pessoas que não sabem respeitar as regras do jogo e que, por isso, usam do artifício da guerra suja.

Segundo o líder venezuelano, o presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, mostrou um áudio de alguém que disse ser o secretário-geral do partido Bandera Roja, Carlos Hermoso Conde, e um cidadão, que seria uma pessoa conhecida como ‘El Polo’, onde a compra de votos para a coalizão oposicionista Mesa da Unidade Democrática (MUD) por 10 mil bolívares foi abordada no dia 3 de dezembro.

Nas eleições para a Assembleia Nacional da Venezuela, a oposição conseguiu 109 cadeiras, contra 55 governistas e três indígenas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала