Lavrov e Kerry estudam convocar nova reunião internacional sobre Síria

© AFP 2022 / POOL / LEONHARD FOEGERSergei Lavrov e John Kerry
Sergei Lavrov e John Kerry - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro das Relações Exteriores da Rússia e o secretário de Estado dos EUA John Kerry discutiram por telefone a possibilidade de convocar uma nova reunião do grupo internacional de apoio à Síria, com a participação do governo e da oposição do país, revelou nesta quarta-feira (9) um comunicado da chancelaria russa.

"Lavrov frisou a necessidade de cumprir previamente as suas [do grupo internacional de apoio à Síria] decisões de 14 de novembro, sobre a criação de uma delegação da oposição patriótica para a participação nas negociações com as autoridades do país [Síria] sob a égide da ONU, bem como sobre a criação de uma lista das organizações terroristas com as quais não há nada para conversar e que devemos combater em conjunto" – diz a nota do ministério.

Membros da oposição síria assistem conferência em Moscou, antes da nova rodada de negociações em Viena - Sputnik Brasil
Delegação russa se encontra com membros da oposição síria em Viena
Estas ações abririam caminho para o lançamento do processo de regulação política do conflito síria mediante a consolidação paralela de esforços na luta contra forças terroristas que atuam no país.

O ministro e o secretário concordaram com o fato de que a cooperação pelo início do processo político sírio deve se dar mediante a manutenção do consenso entre todos as partes do grupo internacional de apoio à Síria.

A chancelaria russa informou ainda terem sido debatidas algumas outras questões durante a conversa, incluindo a agenda de contatos bilaterais entre Moscou e Washington.

Um edifício residencial destruido na cidade síria de Aleppo - Sputnik Brasil
Mídia alemã: Rússia tem um projeto para reconstruir a Síria
A guerra civil na Síria dura desde 2011 e já causou a morte de mais de 230 mil pessoas, segundo os dados da ONU. O governo sírio luta contra vários grupos rebeldes e organizações militares, incluindo a Frente al-Nusra e o grupo terrorista Daesh.

Os EUA exigem a renúncia do presidente da Síria Bashar Assad e são contrários ao fornecimento de qualquer ajuda a Damasco. A Rússia, por sua vez, busca o diálogo entre as partes do conflito e exorta a coalizão a cooperar com as autoridades sírias sob a égide do Conselho de Segurança da ONU na luta contra o Daesh.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала