Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA pedem ajuda militar para combater Daesh

© AP Photo / Karim KadimForças armadas dos EUA participam de treinamento no Iraque
Forças armadas dos EUA participam de treinamento no Iraque - Sputnik Brasil
Nos siga no
O secretário da Defesa norte-americano Ashton Carter anunciou que os EUA pediram aos seus parceiros da coalização para prestar ajuda adicional para combater ao Daesh.

Vai levar muito tempo para restaurar Aleppo, Síria - Sputnik Brasil
Operação dos EUA na Síria mata dezenas de civis
Os EUA pediram à coalização internacional para ajudar na luta contra o Daesh (também conhecido como Estado Islâmico) inclusive forças especiais, aeronaves e armas, disse na quarta-feira (9) o secretário da Defesa, Ashton Carter, no Comitê das Forças Armadas do Senado norte-americano.

“O tipo de coisas que pediu aos nossos parceiros incluem forças especiais, aviões de ataque e de reconhecimento, armas e munições”, disse Carter.

Os EUA estão prontos para prestar helicópteros de ataque e conselheiros militares no âmbito da ajuda ao Iraque na luta contra o Daesh, disse o secretário da Defesa norte-americana.

“Os EUA são preparados para ajudar o Exército do Iraque com capacidades únicas para assistir em por fim ao trabalho inclusive helicópteros militares e conselheiros acompanhantes se for pedido pelo primeiro-ministro [Haider] Abadi“, disse Carter.

Os EUA não devem prometer a instalação de um número significativo das suas forças terrestres para lutar contra o Daesh no Iraque e na Síria, acrescentou.

“Enquanto, com certeza, temos a capacidade de enviar tal componente norte-americano como forças terrestres, não recomendamos este roteiro [para ser realizado]”, declarou Carter.

Militares norte-americanos preparam um drone MQ-9 Reaper para exercícios de voo - Sputnik Brasil
Estariam os EUA ficando sem bombas para lançar sobre o Daesh?
Diversos críticos da administração de Obama apoiaram a ideia de envolver alguns milhares de forças terrestres norte-americanas na luta que o secretário descreveu como a “introdução das forças terrestres estrangeiras”.

O Pentágono não recomendou à administração Obama enviar um grande contingente terrestre porque seja principalmente unilateral e seja um mais motivo para a jihad da parte do Daesh, explicou Carter.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала