Joe Biden: EUA buscam expandir a OTAN apenas para se opor à Rússia

© AP Photo / Molly RileyVice-presidente dos EUA Joe Biden
Vice-presidente dos EUA Joe Biden - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O vice-presidente norte-americano Joe Biden declarou nesta terça-feira (8), ao discursar no parlamento da Ucrânia, que os EUA estão tomando medidas de apoio à Europa e fortalecimento da OTAN para se opor à Rússia.

Desde que a Rússia iniciou a sua operação militar para atingir posições do Daesh (Estado Islâmico) na Síria, uma série de políticos ucranianos, incluindo o presidente Pyotr Poroshenko, vêm acusando Moscou de tentar desviar a atenção do mundo do problema da crise na Ucrânia.

"A exibição de armas e os bombardeios [da Rússia na Síria] não são uma demostração de poder. Atualmente, nós estamos tomando medidas para apoiar a oposição da Europa à tática de intimidação por parte da Rússia. Mais precisamente: o fortalecimento da OTAN, o aumento da segurança energética, além de estarmos ajudando a impulsionar a recuperação da economia" – disse Biden.

Ministro das Relação Exteriores da Rússia Sergei Lavrov com o seu colega de pasta da Síria Walid Muallem - Sputnik Brasil
Lavrov expõe a postura da Rússia em reunião com chanceler da Síria
A Rússia realiza desde 30 de setembro ataques aéreos contra posições do grupo terrorista Estado Islâmico na Síria. A operação aérea russa foi desencadeada por um pedido de ajuda militar enviado a Moscou pelo presidente da Síria, Bashar Assad.

Segundo o ministério da Defesa da Rússia, apenas na semana passada (entre 26 de novembro de 4 de dezembro), a aviação russa realizou 431 voos de combate contra posições do Daesh na Síria, atingindo um total de 1458 alvos terroristas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала