Investimento russo no Ártico visa garantir condições de vida na região

© Sputnik / Valery Melnikov / Abrir o banco de imagensPovoado Dikson, situado na costa do mar de Kara
Povoado Dikson, situado na costa do mar de Kara - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O vice-primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Rogozin, afirmou nesta segunda-feira (7), durante o fórum internacional “O Ártico: presente e futuro”, em São Petersburgo, que a atividade russa no Ártico tem como objetivo criar condições de vida normais lá e não para militarizar a região.

Nos últimos anos, a Rússia começou a incentivar ativamente a economia de seus territórios do norte, incluindo a extração de hidrocarbonetos e o desenvolvimento da Rota do Mar do Norte, que é cada vez mais uma alternativa para rotas tradicionais da Europa para a Ásia.

“O objetivo da restauração da infraestrutura militar na macrorregião do Ártico não é a militarização do Ártico, mas para criar as condições de paz favoráveis para a vida e o trabalho, para a economia e a cooperação na região”, disse Rogozin.

Zona ártica russa - Sputnik Brasil
‘No Ártico crescem as ameaças para a segurança russa’
De acordo com um relatório especial do Ministério de Emergências da Rússia, o valor total dos minerais concentrados na região ártica russa excede US$ 30 trilhões. Os especialistas da pasta preveem que a produção de petróleo e gás do país será concentrada principalmente no Mar Ártico no futuro.

O Ministério da Defesa russo está ativamente envolvido na construção de infraestrutura militar na região, visando garantir a segurança nacional.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала