Teerã volta a criticar apoio de alguns países aos terroristas na Síria e no Iraque

Nos siga noTelegram
O líder religioso de Teerã, aiatolá Mohammad Emani Kashani, criticou nesta sexta-feira (4) o apoio de alguns países ocidentais aos grupos terroristas na Síria e no Iraque e lembrou que o Irã avisou que se voltariam contra estas nações. Ele ainda afirmou que as facções foram criados para alimentar a islamofobia.

Fronteira turco-síria. - Sputnik Brasil
Turquia não quer fechar fronteira por onde entraria petróleo dos terroristas
Kashani fez um discurso fervoroso na campus da Universidade de Teerã, diante de uma multidão de estudantes, e negou que o Daesh (também conhecido como Estado Islâmico, grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) fosse muçulmano. Segundo o aiatolá, o grupo é contrário ao islã e comete crimes em nome do islã.

Ele ainda afirmou que o Daesh nunca disse ao menos uma palavra contra Israel e que o governo israelense aceita tratar em seus hospitais os militantes feridos. O presidente iraniano, Hassan Rohani, afirmou anteriormente que qualquer discórdia entre os muçulmanos seria uma alegria para os sionistas.

Um comandante da Marinha dos EUA faz briefing para jornalistas na véspera dos exercícios militares. 20 de setembro, 2012 - Sputnik Brasil
De cara a cara o rosto não se vê: política real dos EUA no Oriente Médio
O presidente do Irã fez um alerta em junho de 2014 dizendo que os “Estados que apoiam estes terroristas a matar nossos irmãos na Síria e no Iraque deveriam saber que um dia se voltariam contra eles (estes países)”.

O ministro das Relações Exteriores do Irã para Assuntos Árabes e Africanos, Amir Abdollahian, lembrou as declarações de Rohani logo após os atentados de 13 de novembro em Paris. Ele frisou que os alertas iranianos foram ignorados.

“Alguns Estados regionais e transregionais ajudaram o Daesh a nascer. Nós tínhamos avisado que os países que o apoiam deveriam saber que essa insegurança se espalharia para seus territórios também. Nós não podemos dizer explicitamente qual país ajudou na formação do Daesh, mas ignorar as advertências terminou em  conseqüências”, disse Amir Abdollahian.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала