Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Fonte: militantes do Daesh e Frente al-Nusra atacam tropas curdas com apoio da Turquia

© Sputnik / Ari JalalMembers of the Kurdish peshmerga forces gather in the town of Sinjar, Iraq November 13, 2015
Members of the Kurdish peshmerga forces gather in the town of Sinjar, Iraq November 13, 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O conselheiro do copresidente do Partido de União Democrática dos curdos sírios (PYD), Sihanok Dibo, disse numa entrevista à Sputnik que militantes do Daesh, Frente al-Nusra, Ahrar al-Sham e Exército Livre da Síria estão atacando as posições das tropas curdas de autodefesa em aldeias perto das cidades de Afrin e Azaz, na província de Aleppo.

“Os grupos que atacam as tropas curdas de autodefesa do YPG e unidades do Exército Revolucionário [parte da coalizão Forças Democráticas Curdas, apoiada pelos EUA] recebem apoio da Turquia, Qatar e de uma série de outros países. O objetivo deles é consolidar-se na região que a Turquia quer tornar em uma zona tampão. Estes ataques visam a criação da assim chamada zona de segurança no território de Jarabulus até o litoral do mar Mediterrâneo…”, disse Dibo.

Josef Stalin em seu escritório - Sputnik Brasil
‘Stalin’ voltou e agora luta com curdos contra Estado Islâmico
Respondendo à questão se as Forças Aeroespaciais da Rússia apoiam do ar as operações das tropas curdas na área de Afrin e Azaz, o político disse o seguinte:

“Perguntam-nos frequentemente se a Rússia ajuda com armas. Até o momento atual, esta ajuda não foi proporcionada. Claro que gostaríamos que as nossas relações com a Rússia se desenvolvessem mais ativamente. A aproximação com a Rússia iria fornecer-nos apoio considerável. Somos a favor de  uma cooperação próxima com as forças que efetuam ataques contra o Daesh [também conhecido como Estado Islâmico] na Síria”. 

Sihanok Dibo negou mais uma vez a informação de chegada de militares americanos a Kobane e al-Jazira:

“Tais informações aparecem frequentemente na mídia mas não correspondem à realidade”.

Entretanto o político curdo sublinhou que as forças do Curdistão Sírio preparam uma operação em Raqqa e Jarabulus e iniciarão uma ofensiva naquela área assim que chegue o momento oportuno.

Desde 30 de setembro último, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, a Rússia iniciou ataques localizados contra as posições do Estado Islâmico na Síria.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала