Premiê turco se recusa a pedir desculpas e pede que Moscou ‘reconsidere’ sanções

© REUTERS / Umit BektasPrimeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu
Primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, negou-se mais uma vez nesta segunda-feira (30) a fazer um pedido formal de desculpas a Moscou pela derrubada do bombardeiro russo Su-24 na Síria, mas ao mesmo tempo declarou esperar que o Kremlin “reconsidere” suas medidas retaliativas contra Ancara.

"Esperamos que a Rússia reconsidere as sanções contra a Turquia", afirmou o premiê em entrevista coletiva com o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg.

Jens Stoltenberg - Sputnik Brasil
OTAN aumentará capacidade defensiva da Turquia
Reafirmando a alegação de que o avião russo teria invadido o espaço aéreo turco – e apesar das evidências contrárias apresentadas por Moscou e por Damasco, bem como pelo depoimento contundente de um dos pilotos do Su-24 que sobreviveu ao ataque –, Stoltenberg disse que nenhuma autoridade turca deve se desculpar "por ter cumprido seu dever". 

"Estamos dispostos a falar, através dos canais diplomáticos e militares, com a Rússia. Não temos a intenção de ter uma escalada com Moscou", disse ainda Davutoglu.

Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan - Sputnik Brasil
Sanções russas representam duro golpe para economia turca
O Kremlin, por sua vez, informou que, apesar dos pedidos feitos pelo presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, de ter uma conversa “cara a cara” com o líder russo Vladimir Putin, o encontro entre os chefes de Estado não deverá acontecer às margens da COP21, que começou nesta segunda-feira em Paris.

No último sábado (28), Putin assinou um decreto impondo medidas econômicas restritivas contra a Turquia, que até agora tinha na Rússia sua segunda maior parceira comercial, atrás apenas da Alemanha.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала