Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

China e Taiwan realizam troca histórica de espiões

Nos siga no
A China trocou espiões presos com Taiwan em um gesto de boa vontade sem precedentes, na sequência do histórico encontro realizado este mês entre os líderes dos dois lados, segundo anunciou o governo da Ilha Formosa nesta segunda-feira (30).

O presidente chinês Xi Jinping e chefe de Taiwan Ma Ying-jeou antes da reunião no hotel Shangrila em Singapura em 7 de novembro, 2015 - Sputnik Brasil
Líderes de China e Taiwan realizam encontro histórico
Pequim libertou o coronel Zhu Gongxun e o coronel Xu Changguo, que já estavam detidos há mais de nove anos. Taipei, por sua vez, concedeu liberdade condicional adiantada para o espião chinês Li Zhihao, de acordo com um comunicado do gabinete do presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou.

O histórico intercâmbio político “é baseado em um gesto mútuo de boa vontade após a cúpula Ma-Xi [referência ao nome do líder de Taiwan e ao do chefe de Estado chinês, Xi Jinping]", disse o porta-voz presidencial taiwanês, Charles Chen, no comunicado.

A China confirmou a libertação dos dois oficiais da Inteligência Militar de Taiwan, dizendo que a dupla havia cumprido pena por prejudicar a segurança nacional do país continental. Ambos os espiões, que já estão em Taiwan, haviam sido condenados primeiro à prisão perpétua, depois à pena capital e, finalmente, a 20 anos de prisão. O agente chinês, por sua vez, estava cumprindo uma sentença de prisão perpétua.

Ma Ying-jeou e Xi Jinping se reuniram este mês de novembro pela primeira vez em mais de 60 anos – desde que os nacionalistas do Kuomintang perderam a guerra civil para o Partido Comunista em 1949 e se refugiaram na Ilha Formosa.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала