Putin: Rússia está pronta para cooperar com França na luta contra o mal comum

© Sputnik / Sergei Guneyev / Abrir o banco de imagensVladimir Putin e François Hollande durante encontro no Kremlin
Vladimir Putin e François Hollande durante encontro no Kremlin - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante reunião com o presidente francês, François Hollande, em Moscou, nesta quinta-feira (26) declarou que o país está pronto para cooperar com a França na luta contra o terrorismo.

“Sei que amanhã na França é o dia da memória das vítimas dos atos terroristas. Nós nos sofremos junto com vocês a respeito das perdas sofridas pela França. Pelos últimos dados eu sei que foram 130 mortos e mais de 350 feridos. Vocês sabem que a Rússia teve perdas sérias como resultado do repugnante ato terrorista contra o nosso avião de civis, e tudo isso faz com que tenhamos que unir esforços na luta contra o mal comum. Nós estamos prontos para essa cooperação e felizes com a visita do Sr. Presidente”, disse Putin. 

"Nós vemos que vocês dedicam muita atenção e fazem esforços para criar uma ampla coalizão anti-terrorista. Você sabe a nossa posição e estamos prontos para o trabalho conjunto. Além disso, acreditamos que seja absolutamente necessário, nossas posições são semelhantes a este respeito ", disse Putin a Hollande.

Presidente russo, Vladimir Putin - Sputnik Brasil
Putin revela o que a Rússia espera da Turquia após incidente com Su-24
O presidente francês, François Hollande, por sua vez, disse que veio a Moscou para coordenar as ações dos países para combater de forma eficaz o terrorismo. 

"É por isso que estou aqui hoje em Moscou com você, para que juntos sejamos capazes de encontrar uma solução para este caminho, para coordenar as nossas ações, a fim de lutar eficazmente contra este inimigo comum", disse Hollande.  

Na semana passada, Hollande anunciou sua intenção de realizar viagens diplomáticas intensivas, visitando Moscou e Washington, a fim de fortalecer uma coalizão na luta contra o terrorismo. 

A Rússia e a França tornaram-se alvos de ataques terroristas realizados por militantes do Estado Islâmico, que assumiu a responsabilidade pela explosão do avião russo A321 no dia 31 de outubro e pelos ataques terroristas em Paris em13 de novembro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала