Turquia apoiou o Estado Islâmico em ataques contra curdos no Iraque e na Síria

© AFP 2022 / OZAN KOSE / AFPMilitar da Turquia
Militar da Turquia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Turquia compactuou com o Estado Islâmico em ataques contra curdos no Iraque e na Síria, afirmou o ex-conselheiro do departamento de Estado dos EUA e atual funcionário da universidade de Colúmbia, David Phillips.

Presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan - Sputnik Brasil
Líder curdo revela ‘negócios escuros’ da Turquia
“O papel da Turquia não foi inequívoco. Ela, claramente, apoiou o Estado Islâmico. Ela ofereceu suporte logístico, dinheiro, armas, transporte e serviços médicos aos militantes feridos. A Turquia apoiou o extremismo com o objetivo de se livrar de Assad”, disse o ex-funcionário do departamento de Estado em entrevista à agência Sputnik. 

“A turquia participou dos ataques do Estado Islâmico contra curdos no Iraque e na Síria. Tenho informações sobre a participação direta da Turquia em fornecimento de armamentos de destruição em massa ao Estado Islâmico”. 

“Esta entrevista não seria objetiva, se não dissermos que o apoio de Assad pela Rússia não colabora para a solução do problema. Não de se surpreender que a Rússia e a Turquia acabaram por se envolver em um incidente militar, pois as duas perseguem objetivos diametralmente opostos”, constatou Phillips.

Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia - Sputnik Brasil
'Turquia entrou na guerra ao lado do Estado Islâmico', diz legislador italiano
Desde março de 2011, um conflito armado se desenvolve na Síria. Segundo os dados da ONU, a guerra no país já provocou a morte de 220 mil pessoas. As tropas do governo combatem militantes de diversos grupos armados. Os mais ativos são os combatentes do Estado Islâmico e da Frente al-Nusra.

Desde 30 de setembro a aviação russa realiza na Síria ataques aéreos contra os grupos terroristas Estado Islâmico e Frente Nusra. Desde então, as Forças Aéreas da Rússia já destruíram mais de 3 mil instalações dos terroristas.

A porta-voz do ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, já anunciou em diversas ocasiões que o objetivo de Moscou na síria não consiste no apoio ao presidente Bashar Assad, mas no combate ao grupo terrorista Estado Islâmico, que representa ameaça também para a Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала