Rússia continuará enviando armas de graça para o Exército do Afeganistão

© AFP 2022O lendário fuzil de assalto russo Kalashnikov, AK-47
O lendário fuzil de assalto russo Kalashnikov, AK-47 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Moscou continuará fornecendo armas gratuitas para o Exército afegão a fim de ajudá-lo a combater o grupo jihadista Estado Islâmico, segundo afirmou nesta terça-feira (24) a presidente da câmara alta do parlamento russo, Valentina Matvienko.

No início de outubro, o primeiro vice-presidente do Afeganistão, Abdul Rashid Dostum, pediu ajuda militar a Moscou em meio aos confrontos contínuos contra os militantes islâmicos que operam no país.

"Vamos continuar o trabalho de organização do fornecimento gratuito de armas e munições para o Afeganistão. Parabenizamos o compromisso do governo afegão de modernizar a força aérea do país", disse Matvienko, durante uma reunião com Fazal Hadi Muslimyar, presidente da câmara alta do parlamento afegão.

Montadora de aviões em Irkutsk. - Sputnik Brasil
Rússia deve dobrar vendas de aviões militares na próxima década
Ainda de acordo com a representante de Moscou, Cabul está atualmente considerando uma proposta comercial russa para a compra de três helicópteros militares.

Segundo Matvienko, a Rússia está preocupada com a crescente influência do Estado Islâmico no Afeganistão.

"Estamos preocupados com a crescente influência do Estado Islâmico no Afeganistão e com as suas intenções de absorver partes do Talibã", disse ela, acrescentando que este perigo aumentou depois que o Exército afegão iniciou suas operações contra o grupo terrorista.

Nos últimos meses, de fato, o governo afegão tem enfrentado uma ressurgência do Talibã e a disseminação do Estado Islâmico em várias províncias do país. De acordo com estimativas da Organização do Tratado de Segurança Coletiva, até 3.000 militantes do Estado Islâmico operam atualmente no Afeganistão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала