Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Reino Unido procura ‘submarino russo’... nas páginas da mídia

© flickr.com / UK Ministry of DefenseSubmarino da Marinha Real Britânica
Submarino da Marinha Real Britânica - Sputnik Brasil
Nos siga no
As forças britânicas e francesas estão procurando algo que a mídia britânica chamou de ‘submarino russo’, em uma altura em que se ouvem apelos para aumentar o orçamento da Marinha do Reino Unido.

Há pelo menos dez dias que a Marinha britânica está em busca de um submarino, alegado pelo orgão de mídia estatal britânico BBC, e no passado fim de semana as buscas foram ainda mais intensificadas.

O Ministério da Defesa britânico não admitiu que estivesse procurando um submarino estrangeiro. Mas é já a terceira vez que o Reino Unido realiza operações de busca, segundo informou o jornal britânico Telegraph.

"Não podemos confirmar que aeronaves de patrulha marítima de aliados baseados na base aérea de Lossiemouth por um período limitado estão realizando atividades com a Marinha britânica. Não discutimos os detalhes da operação marítima", declarou o porta-voz do ministério. 

Um candidato à presidência dos EUA fala em Washington. 18 de junho, 2015 - Sputnik Brasil
Site analítico dos EUA admite vitória de Putin e Rússia na guerra midiática
O país também pediu a assistência da França nas buscas, mas o avião francês que participava da missão não conseguiu achar nada. Enquanto isso, almirantes da Armada britânica notaram a falta de aviões antissubmarino e exigiram um incremento do orçamento para financiar um novo programa, após os seus aviões Nimrod terem sido retirados de serviço em 2010.

De acordo com o Telegraph, a fragata britânica HMS Sutherland e um submarino foram enviados para buscas, no fundo de alegada ameaça de que um submarino russo poderia ter espionado um submarino nuclear lançador de mísseis balísticos Trident.

Relatos midiáticos sobre a alegada ameaça russa continua na Europa de Norte, especialmente na Suécia, onde os militares recentemente declararam que a maioria das violações das suas fronteiras foi feita pelos EUA, enquanto a Alemanha, juntamente com a Rússia, ocupam o segundo lugar.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала