ONU confirma 29 mortes em Bamako, no Mali

© AFP 2022 / HABIBOU KOUYATE  / Abrir o banco de imagensForças de segurança realizam buscas no hotel Radisson Blu, em Bamako
Forças de segurança realizam buscas no hotel Radisson Blu, em Bamako - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um funcionário das Nações Unidas, falando em condição de anonimato, informou à imprensa que a operação de resgate no hotel Radisson Blu, invadido por terroristas na capital do Mali, ainda está em curso. Até o momento, já foram contabilizados 29 corpos, incluindo os de dois terroristas mortos pelas forças de segurança.

Forças de segurança do Mali tomam posições fora do hotel Radisson Blu em Bamako, Mali, 20 de novembro de 2015 - Sputnik Brasil
Homens armados detêm 170 pessoas como reféns em hotel na capital do Mali
De acordo com o porta-voz da ONU no Mali, Olivier Salgado, os terroristas "vieram para matar, não para fazer reféns". 

As equipes especiais ainda estão investigando o local, procurando por mais vítimas e mais extremistas. 

Mais cedo, militantes radicais armados, supostamente ligados à Al-Qaeda, invadiram o Radisson Blu, em Bamako, e fizeram cerca de 170 reféns, hóspedes originários de Rússia, França, Alemanha, Bélgica, Argélia, Índia, Espanha, Canadá, China, Costa do Marfim, Marrocos, Senegal, Estados Unidos e Turquia.  Forças especiais locais, francesas e norte-americanas foram enviadas ao local e retomaram o controle do hotel, matando ao menos dois criminosos e libertando a maioria dos reféns. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала