Pentágono: EUA não têm planos de coordenar operações com a Rússia na Síria

© REUTERS / Khalid Mohammed/PoolCol. Steve Warren, the new spokesman for the U.S.-led coalition in Iraq, speaks to reporters during a news conference at the U.S. Embassy in the heavily fortified Green Zone in Baghdad, Iraq, October 1, 2015
Col. Steve Warren, the new spokesman for the U.S.-led coalition in Iraq, speaks to reporters during a news conference at the U.S. Embassy in the heavily fortified Green Zone in Baghdad, Iraq, October 1, 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos não têm planos, no momento, de começar a realizar operações coordenadas contra o Estado Islâmico no Iraque ou na Síria, disse nesta quarta-feira o coronel Steve Warren, porta-voz da Operação Inherent Resolve de Força-Tarefa Conjunta.

Presidente dos EUA Barack Obama - Sputnik Brasil
Obama cita condições para expandir cooperação militar com a Rússia
"Neste momento, não temos planos de conduzir operações coordenadas com os russos", disse Warren quando indagado se Washington estaria pronta para trabalhar em parceria com Moscou contra o Estado Islâmico na Síria ou no Iraque.

Na última terça-feira, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, já havia afirmado que os EUA ainda se recusam a coordenar ações militares com a Rússia na Síria, apesar da disposição de Moscou em fazê-lo.

"Não há cooperação. Nossos colegas americanos se recusam a qualquer tipo de cooperação", disse Peskov a jornalistas, enfatizando que a Rússia está pronta para trabalhar em parceria.

Peskov considera prematuro falar sobre uma ampla coalizão contra o grupo terrorista Estado Islâmico, apesar de o Presidente Putin afirmar que os militares franceses são aliados da Rússia na luta contra o EI.

"Ainda é prematuro falar de coalizão, mas enquanto nos convencemos de sua necessidade, entendemos melhor como deve ser essa coalizão", ressaltou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала