Russofobia não levará a Europa a lugar algum, segundo premier italiano

© Sputnik / Mikhail Klimentiev / Abrir o banco de imagensO presidente russo, Vladimir Putin, e o premiê italiano, Matteo Renzi. Foto de arquivo
O presidente russo, Vladimir Putin, e o premiê italiano, Matteo Renzi. Foto de arquivo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, disse nesta quarta-feira, em entrevista a um canal de TV local, que as políticas antirrussas da Europa não irão trazer consequências positivas, nem mesmo para a própria União Europeia.

Matteo Salvini, presidente da Lega Nord, durante discurso em Roma - Sputnik Brasil
Políticos italianos vão à Rússia discutir terrorismo e fim das sanções
"Somente aqueles que não viveram a Guerra Fria podem gostar disso. A aproximação antirrussa da Europa não levará a lugar nenhum", declarou o premier ao Sky TG24. 

Renzi tem se destacado como uma das principais vozes no continente europeu a defender a reaproximação entre Moscou e o bloco ocidental, chamando atenção para os inúmeros prejuízos causados pelas sanções econômicas impostas à Rússia. Na última terça-feira, o premier italiano disse que o seu povo poderia ter total confiança no presidente russo, Vladimir Putin, no que diz respeito à defesa da estabilidade internacional. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала