Conferência sobre o Clima ficará restrita aos encontros oficiais

© AFP 2022 / GUILLERMO LEGARIA / Abrir o banco de imagensManuel Valls, primeiro-ministro da França
Manuel Valls, primeiro-ministro da França - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Conferência da ONU sobre o Clima é mais uma vítima da série de ataques terroristas que aconteceu na sexta-feira (13) na França. O evento, previsto para a partir do dia 30 deste mês, em Paris, ficará restrito às negociações oficiais. O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, anunciou que todos os eventos festivos não serão mantidos.

“Todos os concertos e manifestações mais festivas serão canceladas, sem dúvidas. Não podemos colocar ninguém em perigo. As forças de segurança devem se concentrar no essencial”, disse o premiê à rádio RTL.

Polícia francesa - Sputnik Brasil
30 mil policiais farão segurança das fronteiras da França durante conferência da ONU
Valls afirmou, ainda, que nenhum chefe de Estado ou governo manifestou a possibilidade de não participar da Conferência da ONU sobre o Clima. O premiê garantiu a realização do evento destacando que será a oportunidade de uma grande mensagem para o planeta, especialmente na luta contra o terrorismo.

Paris sediará entre 30 de novembro e 11 de dezembro a 21ª Conferência da ONU sobre o Clima (COP-21). Será o maior encontro ambiental desde a ECO 1992, no Rio de Janeiro. O evento deve reunir, aproximadamente, 200 chefes de Estado e governo e eram esperados 40 mil representantes de ONG e da sociedade civil. As autoridades devem fechar um acordo com medidas para se evitar que a temperatura suba dois graus Celsius no planeta até o final do século.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала