Carrasco 'decapitado': EUA estão 99% certos que liquidaram Jihadi John

Nos siga noTelegram
O terrorista britânico que apareceu nos vários vídeos de execuções efetuadas pelo Estado Islâmico e conhecido como Jihadi John foi atingido por um míssil, segundo o Departamento de Defesa dos EUA.

Forças Especiais do Ministério da Defesa da Rússia durante exercícios antiterroristas - Sputnik Brasil
Polícia russa elimina líder terrorista ligado ao EI no Cáucaso do Norte
Os militares dos EUA realizaram os ataques aéreos na Síria em Raqqa, onde fica a sede do grupo jihadista Estado Islâmico, tendo como alvo um dos membros mais notório do grupo conhecido como Jihadi John, informou o porta-voz do Departamento de Defesa norte-americano, Peter Cook.

"As Forças Aéreas dos EUA realizaram o ataque aéreo em Raqqa, na Síria, em 12 de novembro de 2015 alvejando Mohammed Emwazi, também conhecido como Jihadi John", diz-se na declaração publicada na quinta-feira.

De acordo com Cook, Washington está avaliando os resultados do ataque aéreo e ainda não há informação oficial sobre a morte do terrorista, mas eles têm certeza de que ele quase 100% foi eliminado com êxito.

"Nós estamos 99 por cento certos de que acabamos com ele", afirmou um alto funcionário militar dos EUA em uma entrevista ao canal de televisão Fox News.

Mohammed Emwazi, de 27 anos de idade, um cidadão britânico de origem kuwaitiana, apareceu em uma série de vídeos mostrando a decapitação de voluntários e jornalistas britânicos e norte-americanos, inclusive James Foley e Alan Henning. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала