Caças russos realizaram 137 missões atacando 448 instalações dos terroristas

© Sputnik / Dmitriy VinogradovPiloto russo entra em um caça Su-24 na Síria
Piloto russo entra em um caça Su-24 na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério da Defesa russo diz que a intensidade das surtidas das Forças Aeroespaciais na Síria baixou, mas o número de instalações destruídas em cada missão aumentou.

Os terroristas estão a mudar a sua tática no resultado da operação russa na Síria. Eles atuam de forma "menos insolente", deslocam os armamentos de noite e de camuflagem.

"Estamos registrando uma significativa mudança nas táticas terroristas em toda a Síria. Os grupos terroristas estão operando de maneira menos insolente do que um mês atrás", disse o o major-general Igor Konashenkov aos jornalistas.

Bandeira do Estado Islâmico - Sputnik Brasil
Estado Islâmico usa civis sírios como escudo humano contra ataques aéreos russos
O representante oficial do Ministério da Defesa russo disse que, na província de Hama, as Forças Aeroespaciais atacaram uma oficina dos terroristas e um hangar com quatro tanques e um veículo de combate de infantaria da Frente al-Nusra.

Em Aleppo foi destruído um acampamento deste gruppo terrorista, enquanto em Latakia foi bombardeado um armazém de armamentos e uma posição de morteiro.

Além disso, o porta-voz comunicou que foi destruído o posto de comando da Frente al-Nusra na direção Idlib-Aleppo.

Nas regiões de Raqqa e Homs as Forças Aeroespaciais bombardearam dois grandes armazéns de armamentos pertencentes ao Estado Islâmico e Frente al-Nusra. Além disso, segundo o Ministério da Defesa, a oposição síria forneceu informação sobre os alvos de ataque em Homs.

Entre os alvos também estava um armazém com foguetes que os militantes lançavam contra civis.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала