EUA e Iraque discutem ações mais intensas contra o Estado Islâmico

Nos siga noTelegram
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, falou por telefone com o primeiro-ministro do Iraque, Haider Abadi, sobre intensificar os esforços dos da coalizão na luta contra o Estado Islâmico, informou nesta sexta-feira o secretário de imprensa da Casa Branca, Josh Earnest.

Soldados do Exército dos EUA - Sputnik Brasil
Iraque dispensa operação militar terrestre dos EUA
"Parte da conversa foi sobre os esforços que os Estados Unidos passarão a assumir para intensificar os elementos da estratégia americana e da coalizão contra o Estado Islâmico", disse Earnest.

Anteriormente, Saad al-Haditha, porta-voz de Abadi, declarou ao canal NBC que qualquer atividade militar militar no país deve ser previamente acordada com o governo, bem como ataques aéreos realizados pela coalizão internacional liderada pelos EUA.

"É um assunto do Iraque, e o governo não solicitou junto ao ministério da Defesa dos EUA a sua participação em tais operações. Nós dispomos de tropas terrestes suficientes", disse o porta-voz.

Apesar disso, Saad al-Haditha reconheceu a importância da ajuda americana, destacando que o Iraque precisa dos EUA  para "armar e instruir suas forças". 
Atualmente encontram-se no país cerca de 3,3 mil militares norte-americanos envolvidos no treinamento de tropas iraquianas e defesa de instalações sob jurisdição de Washington.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала