Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Kremlin: Rússia mantém diálogo com oposição síria diariamente

© REUTERS / Alaa Al-FaqirMembro do Exército Livre da Síria
Membro do Exército Livre da Síria - Sputnik Brasil
Nos siga no
O porta-voz oficial do ministério russo das Relações Exteriores, Milhail Bogdanov, declarou à Sputnik que a Rússia está mantendo constantes conversações com representantes da oposição síria, realizando contatos por telefone diariamente e participando de encontros em Moscou, Paris e Istambul.

Nas suas palavras, o diálogo abrange praticamente todos os grupos da oposição daquele país.

"Fazemos contato todos os dias por telefone e através de encontros, tanto em Moscou, como em Paris e Istambul. Com praticamente todo o espectro da oposição. Isso é, com o Comitê Nacional de Coordenação, a coalizão nacional e diversas estruturas democráticas e pluralistas. E, naturalmente, com organizações curdas" – disse Bogdanov.

Na semana passada a Rússia se dispôs a ajudar com apoio aéreo alguns grupos da oposição ao governo na Síria que combatem o Estado Islâmico aquele país. No domingo (26) o chanceler russo Sergei Lavrov reafirmou a prontidão russa em prestar apoio aéreo a grupos da “oposição patriótica, incluindo o Exército Livre da Síria (ELS)”.

Free Syrian Army fighters walk with their weapons in the Deraa countryside September 9, 2015 - Sputnik Brasil
Lavrov: Rússia continua buscando contato com Exército Livre da Síria
O próprio ELS, no entanto, não possui um consenso interno quanto à necessidade de aceitar a proposta da Rússia, e vários representantes do grupo já deram declarações contraditórias nesse sentido. Moscou vem tentando negociar os termos dessa ajuda e obter informações sobre a localização precisa desses rebeldes para coordenar seus ataques aéreos de acordo com essas posições.

Desde o dia 30 de setembro, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad,  a aviação russa bombardeia posições do Estado Islâmico no país. A Síria vive, desde março de 2011, um conflito armado que já deixou mais de 250 mil mortos, segundo estimativas da ONU. As tropas governamentais enfrentam diferentes grupos armados, inclusive o Estado Islâmico e a Frente Nusra, vinculada à al-Qaeda.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала