China promete defender sua soberania contra ações dos EUA

© AP Photo / Bao XuelinFragata chinesa Yulin realiza disparos de treinamento no mar da China Meridional em 24 de maio de 2015.
Fragata chinesa Yulin realiza disparos de treinamento no mar da China Meridional em 24 de maio de 2015. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A China fará tudo o que for necessário para defender a sua soberania no caso de Washington decidir reenviar os seus navios de guerra para o Mar do Sul da China. A declaração é do porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Yang Yujun.

USS Destroyer Lassen - Sputnik Brasil
Pequim e Washington farão teleconferência sobre invasão no mar do Sul da China
"Nós convocamos os EUA a abandonar a via errada, mas se eles continuarem a insistir, vamos tomar todas as medidas necessárias. Nós vamos ser firmes na defesa da nossa soberania e segurança", disse Yang ao comentar os relatos de que os EUA estariam planejando enviar novos navios para o Mar do Sul da China. 

Na última terça-feira, o Ministério das Relações Exteriores chinês informou que o destróier USS Lassen "entrou ilegalmente e sem autorização do governo chinês em águas perto das ilhas Nanshan".

O porta-voz da chancelaria chinesa, Lu Kang, disse que Pequim "protesta fortemente e expressa o seu descontentamento" com o incidente.

Alguns países mantêm reivindicações territoriais sobre o Mar da China Meridional. Os EUA consideram que são águas internacionais. A região é rica em pesca e minerais, sendo uma importante rota comercial.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала