‘Alemanha e União Europeia também podem ser parceiros da Rússia na Síria'

© Sputnik / Mikhail Klimentiev / Abrir o banco de imagensEncontro entre Vladimir Putin e vice-chanceler alemão Sigmar Gabriel
Encontro entre Vladimir Putin e vice-chanceler alemão Sigmar Gabriel - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
"A Alemanha a União Europeia também podem ser parceiros importantes para a Rússia, juntamente com os Estados Unidos, sobre as questões da Síria", disse na quarta-feira em uma reunião com o presidente russo Vladimir Putin, o vice-chanceler da Alemanha, Sigmar Gabriel

Ele observou que a Alemanha e a Rússia precisam encontrar o rumo para retomar a cooperação.

Segundo ele, as divergências entre a Rússia e o Ocidente prejudicam a resolução dos conflitos que ocorrem no mundo hoje em dia.

"Na minha opinião pessoal nós devemos fazer todo o possível para chegar a um acordo de maneira a deixar as divergências no passado e encontrar novos caminhos para a retomada da cooperação, particularmente entre a Alemanha e a Rússia".

"Claro, eu entendo que os EUA são o parceiro principal para a Rússia nas questões da Síria e da Ucrânia, mas por outro lado eu creio que a Alemanha e a UE também podem ser seus parceiros. O conflito sobre a Ucrânia é um sintoma, não é a causa de todos os problemas", disse vice-chanceler alemão durante o encontro com Vladimir Putin.

Segundo ele, a principal coisa a fazer agora é tomar todas as medidas para a realização dos acordos de Minsk.

Presidente russo Vladimir Putin durante a sua visita ao Cazaquistão, 15 de outubro de 2015 - Sputnik Brasil
Putin destaca o crescente nível de ameaças externas aos países da CEI
"Deve ser feito tudo para se superar esse conflito, especialmente tendo em conta que há forças nos Estados Unidos e na Europa que estão interessadas na continuação deste conflito", disse Gabriel.

Por sua vez, Vladimir Putin, respondendo ao vice-chanceler alemão, disse que a interação entre a Rússia e a Alemanha no cenário internacional continua, embora em temas mais limitados.

"Eu gostaria de afirmar com muita pena que o volume do nosso comércio, infelizmente, está se reduzindo".

"Quanto a nossa cooperação internacional, ela continua, mas somente sobre temas bastante estreitos, no entanto, o trabalho está feito", acrescentou o presidente russo.

Putin sublinhou que o tema do Oriente Médio é muito sensível para a Alemanha por causa dos refugiados.

"A nossa posição é clara. Para superar a crise migratória devemos contribuir para o fortalecimento do poder do Estado (onde ele ainda se mantenha), ajudar a restaurar os órgãos governamentais (nos locais onde estão sendo restaurados) e promover o processo político, a regularização política em todas as questões polêmicas, incluindo na Síria", disse Putin.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала