Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Pesquisa revela os povos europeus mais hostis aos refugiados

© AFP 2021 / BULENT KILIC Mãos de crianças curdas sírias em campo de refugiados
Mãos de crianças curdas sírias em campo de refugiados - Sputnik Brasil
Nos siga no
Uma nova pesquisa de opinião pública organizada pela Sputnik e promovida nos EUA e em países europeus pela agência Populus revelou que mais de a metade das pessoas entrevistadas (51%) acreditam que as autoridades de seus países não deveriam conceder abrigo aos refugiados.

Refugiados e migrantes estão dormindo perto da fronteira entre a Grécia e Macedônia, 6 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Grécia prepara programa para imigrantes: "não haverá campos de concentração em nosso país"
62% dos habitantes dos países do Leste Europeu (Hungria, Bulgária, República Checa e Polônia), que fazem parte do atual trajeto de migrantes vindos do Oriente Médio, reponderam negativamente à pergunta "Você acredita que o governo do seu país deve aceitar refugiados, ou não?".

Nos países da Europa Ocidental em que a pesquisa foi realizada (Alemanha, França, Reino Unido), a recusa em receber refugiados foi menor, tendo sido expressa por 42% da população. Mas a parcela de intolerantes foi ainda menor nos EUA – 35%.

O maior percentual de entrevistados contrários aos refugiados foi encontrado na República Checa, Hungria e Bulgária, com 73%, 63% e 62%, respectivamente. E isso levando em conta que Hungria e Bulgária estão entre os 10 países que mais receberam refugiados para cada 1 milhão de habitantes.

Imigrantes seguem caminho após cruzar a fronteira da Áustria e da Alemanha - 15 de outubro de 2015 - Sputnik Brasil
'Plano secreto' da base aliada de Merkel prevê novo Muro de Berlim contra refugiados
O povo europeu que se mostrou mais aberto à vinda dos migrantes foi o alemão. Na Alemanha 58% dos habitantes disseram que o governo deveria abrir as portas do país para receber refugiados.

A pesquisa foi realizada pela agência Populus entre 25 de setembro e 15 de outubro de 2015, e contou com a participação de 8000 entrevistados, sendo 1000 em cada país citado.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала