Pyongyang: Tiros contra navio norte-coreano foram uma grave provocação

Nos siga noTelegram
A Coreia do Norte classificou como uma “grave provocação” os tiros disparados contra um navio de sua frota pela Marinha da Coreia do Sul. A embarcação norte-coreana teria entrado em águas reivindicadas por Seul no Mar Amarelo durante um exercício de rotina. Pyongyang destacou que o navio se retirou do local após os cinco disparos sul-coreanos.

O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Su Yong, discursa na ONU. - Sputnik Brasil
Coreia do Norte cobra na ONU um tratado de paz com Seul
No domingo (25), a Marinha da Coreia do Sul comunicou o incidente afirmando que foram tiros de advertência no dia anterior. No mesmo dia, aconteceu um encontro de famílias das duas Coreias separadas pela guerra entre os países.

O governo norte-coreano, através da agência estatal KCNA, destacou que ações como esta não contribuem para a melhoria das relações entre Seul e Pyongyang e que haverá somente um desastre enquanto os fomentadores da guerra forem imprudentes.

A Guerra da Coreia, entre 1950 e 1953, tecnicamente não terminou, uma vez que não foi assinado um tratado de paz. Pyongyang vem cobrando a celebração de um documento para que o “conflito” seja resolvido. O Mar Amarelo é uma das regiões cujos limites de cada país são contestados. A Coreia do Norte não reconhece a fronteira defendida internacionalmente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала