Coreia do Sul desafia EUA com planos de criar seu próprio caça

Nos siga noTelegram
A Coreia do Sul pode desenvolver em uma década as tecnologias que foram negadas ao país pelos Estados Unidos para a produção de um caça nacional, assegurou Kim Kwan-jin, conselheiro de Segurança nacional da presidente sul-coreana, segundo a agência Yonhap.

Soldado norte-coreano próximo à fronteira com a Coreia do Sul. - Sputnik Brasil
Seul teme 'preparativos para lançar míssil' da Coreia do Norte
Seul havia pedido aos EUA tecnologias de radar de varredura eletrônica, sistema infravermelho de busca e resgate, equipamento eletrônico de ataque e embaralhador de frequências.

"Nossa indústria pode desenvolver todas essas tecnologias", disse o funcionário diante do Parlamento sul-coreano.

A Coreia do Sul começou a trabalhar com radares em 2006 e, dentro de dez anos, pode estar pronta com a colaboração de terceiros países, disse o conselheiro, sem mencionar as nações que eventualmente seriam parceiras.

A empresa americana Lockheed Martin prometeu a Seul a transferência de 25 tecnologias por US$ 16 milhões em troca da compra de 40 caças F-35. Entretanto, segundo informa a agência Yonhap, em abril de 2015 o Departamento de Estado americano vetou a transferência de quatro tecnologias essenciais para que a Coreia do Sul desenvolva seu próprio caça.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала