Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Netanyahu acusa líder palestino de ter convencido Hitler sobre holocausto

© AP Photo / Cliff OwenBenjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu - Sputnik Brasil
Nos siga no
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, acusou o líder palestino Haj Amin al-Husseini de ter incitado o extermínio de milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

Ao discursar durante o 37º Congresso Sionista Mundial, Netanyahu afirmou que o líder nazista Adolf Hitler não queria matar os judeus, mas apenas expulsá-los, sendo convencido de exterminá-los pelo líder muçulmano al-Husseini, que morreu em 1974.

"Naquele momento, Hitler não queria exterminar os judeus, queria expulsar os judeus. Então Haj Amin al-Husseini foi encontrar Hitler e disse: 'Se expulsá-los, todos virão para cá'", declarou Netanyahu.

"'Então, o que devo fazer com eles?', perguntou (Hitler). Ele respondeu: 'Queime'", completou o primeiro-ministro.  

Vista de Jerusalém - Sputnik Brasil
'Política destrutiva’ de Netanyahu gera críticas tanto em Israel como no estrangeiro
A polêmica declaração não demorou para receber inúmeras críticas de deturpação da história e causar polêmica nas redes sociais. 

O secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), Saeb Erekat, em resposta, afirmou que as declarações de Netanyahu são "moralmente indefensáveis e incendiárias".

"Netanyahu odeia tanto os palestinos que está disposto a absolver a Hitler do assassinato de seis milhões de judeus", disse Erekat, acrescentando que o líder israelense "deveria deixar de usar esta tragédia humana para ganhar pontos para seus objetivos políticos".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала