EUA concedem mais vistos a sírios por loterias do que por programas de refugiados

© AFP 2022 / MEHDI TAAMALLAHAeroporto JFK nos EUA
Aeroporto JFK nos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os sírios que fogem do seu país sacudido pela guerra civil tem mais chance de alcançar os EUA através loterias de vistos do que através do rigoroso programa estadunidense para refugiados, disse à Sputnik representante do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR) e oficial sênior estadunidense para reinstalação, Larry Yungk.

Exército sírio na cidade de Zabadani - Sputnik Brasil
Rússia está disposta a dialogar com os EUA sobre a Síria 'em qualquer formato'
Entram mais sírios nos EUA através de loterias de vistos do que de programas para refugiados

“Há mais sírios que ganharam a loteria de vistos dos que chegaram através do programa para refugiados [aos EUA]”, disse Yungk nesta segunda-feira (19). 

Desde 2011 cerca de 1.900 refugiados sírios foram realojados nos Estados Unidos enquanto um total de 30 mil sírios chegaram ao país por outros meios, explicou Yungk. 

“Não é o caminho mais fácil para chegar aos EUA”, comentou ele se referindo ao programa para os refugiados. 

Em Setembro, o presidente Barack Obama anunciou que os EUA irão aceitar dez mil refugiados sírios durante o ano que vem.

Migrantes e policiais perto da fronteira entre a Hungria e Sérvia, aldeia  Roszke, 7 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Mídia: plano da União Europeia para os refugiados está à beira do fracasso
Na sequência deste anúncio, os membros do Congresso, controlado pelo Partido Republicano, manifestaram preocupações sobre a segurança, alegando que os membros do grupo terrorista Estado Islâmico tentaram misturar-se com milhões de sírios que buscam asilo no estrangeiro.

Yungk explicou que os procedimentos de segurança estadunidenses para aceitação de refugiados são muito rigorosos. 

“Nenhuma outra categoria de pessoas tem entrevistas frente a frente com o [Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos] fora dos EUA, somente os refugiados”, disse Yungk acrescentando que as entrevistas podem durar de “quatro a seis horas”. 

O Departamento de Estado dos EUA estima que o tratamento de cada caso de refugiado possa durar de 18 a 24 meses desde o pedido do candidato até à entrada no país. 

O Bureau para População, Refugiados e Migração do Departamento de Estado dos EUA declara que neste momento há 250 mil refugiados cujos casos estão sendo tratados.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала