Satélite tenta eclipsar planeta gigante Saturno

Nos siga noTelegram
A sonda Cassini, da NASA, transmitiu as fotografias tiradas quando passava por Dione, uma das maiores luas do planeta Saturno.

OVNI (montagem) - Sputnik Brasil
Como os extraterrestres se aproveitam da luz solar?
Uma das características mais surpreendentes de Dione é a rede de penhascos cintilantes numa superfície escura, que deverá ter sido originada por movimentos tectónicos.

O satélite Dione foi descoberto por Giovanni Cassini em 1684. É composta por gelo, mas dentro dele deverá haver pedra, pois a densidade é alta. 

Em maio de 2015, a sonda Cassini foi testemunha de um fenômeno bastante raro – um eclipse de Saturno pela lua Dione.

Os astrônomos explicam que tais eclipses são extremamente interessantes porque permitem saber se o planeta ou satélite tem atmosfera ou não, a composição dela e a sua densidade.    

O Dione não tem atmosfera mas, de acordo com as fotografias da Cassini, aparece às vezes uma atmosfera temporária.  

Segundo a Agência Espacial Europeia, as novas fotografias do Dione foram tiradas pela sonda Cassini da distância de 2,3 milhões de quilômetros de Saturno. Além da lua de Saturno, na foto se pode ver uma faixa escura, que é um dos anéis gasosos ao redor do planeta gigante.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала