Lavrov: resolução do conflito sírio e combate ao terrorismo são coisas diferentes

© AP Photo / Pavel GolovkinMinistro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov
Ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Durante o encontro com o representante especial do secretário-geral da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, o ministro de Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, disse que não há solução militar para o conflito na Síria.

“A solução militar é impossível mas o combate contra o terrorismo é uma outra coisa. O combate contra o terrorismo não pode ser limitado por quaisquer condições”, afirmou o ministro durante as negociações com Staffan de Mistura. 

O ministro das Relações exteriroes da Rússia, Sergei Lavrov, durante o encontro com a vice-presidente da Comissão Europeia, Kristalina Georgieva, em 8 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Lavrov: Rússia está disposta a cooperar com a 'oposição patriótica' da Síria
Por seu lado, o representante especial destacou que “no contexto de intensificação das discussões sobre os trabalhos do grupo de contato para a Síria (por todas as partes, inclusive a Rússia), que podem influenciar o fim do conflito, é necessário discutir este aspeto”.

Staffan de Mistura informou que, depois de visita a Moscou, se dirigirá a Washington, onde terá discussões sobre o assunto de coordenação dos esforços na resolução do conflito com países da região. 

“Discutiremos como atingir este roteiro. Mas a intervenção militar não pode ser prolongada e não pode resolver o conflito, nem lançar o processo político”, disse de Mistura.

Um pouco depois, na recepção por ocasião do Ano Novo muçulmano, Lavrov disse que o beco sem saída nas relações entre Israel e Palestina permite aos extremistas continuar recrutando novos apoiantes. 

“Vou mencionar a nossa grande lealdade ao reinício mais rápido do processo político para regularizar o problema palestiniano. O beco sem saída neste problema permite aos extremistas continuar recrutando apoiantes”, disse o ministro russo. 

Ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov (direita) e representante permanente da Rússia na ONU Vitaly Churkin - Sputnik Brasil
Lavrov: para vencer o terrorismo é necessária contribuição de todos países
Quanto a toda a região do Oriente Médio, Lavrov destacou: “Somos a favor de uma estratégia compreensiva de estabilização política e restauração económica e social no Oriente Médio. A Rússia está interessada que seja uma região democrática e próspera. Nunca aspirámos e não aspiramos a lucrar com o caos”.

Na recepção, Lavrov abordou o assunto dos países que estão recuperando depois de intervenções ocidentais, afirmando que a Rússia está pronta a contribuir para a melhorar a capacidade de combate do exército afegão.

“Estamos prontos e vamos contribuir para reforçar a capacidade de combate do exército e forças de segurança do Afeganistão, onde a situação política e militar se agravou dramaticamente. Vamos estimular a eficácia crescente das forças policiais, contribuir para promover o processo de reconciliação nacional”, disse Lavrov.

Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov em pronunciamento da Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque, 27 de setembro, 2015. - Sputnik Brasil
Em quatro tópicos, a visão russa sobre Estado Islâmico, Iraque, coalizão e Palestina
Lavrov também prometeu que a Rússia ajudará a restaurar o Estado líbio e apoiar o seu governo.

“Daqui em diante vamos ajudar a reestabelecer as estruturas estatais na Líbia, apoiar o novo governo nos seus esforços para assegurar concórdia nacional”, declarou o chanceler russo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала