Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Deputada francesa suspeita de crime por visitar a Crimeia

© Sputnik / Taras Litvinenko / Abrir o banco de imagensCrimeia
Crimeia - Sputnik Brasil
Nos siga no
De acordo com deputados ucranianos, a deputada francesa Marie-Cristine Dalloz visitou a Crimeia ilegalmente, sendo por isso suspeita de cometer uma infração penal.

O Ministério das Relações Exteriores ucraniano chamou a visita dos deputados franceses à Crimeia de “manifestação de falta do respeito para com a soberania estatal da Ucrânia e ignorância deliberada das leis ucranianas”.

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko - Sputnik Brasil
Deputados da Crimeia querem responsabilizar Poroshenko por tudo o que fez a Donbass
Em 23 de julho deste ano, uma delegação composta por 10 deputados franceses visitou a Crimeia, onde se reuniu com as autoridades locais.

A chancelaria francesa classificou a visita como a “violação do direito internacional” antes mesmo de ela ser realizada.

Desde 2014, quando a Crimeia se reunificou com a Rússia, delegações da Turquia, Bulgária, Japão, Itália, Eritreia já visitaram a república.

“Entregamos a suspeita ao Ministério Público sobre a infração penal da deputada do parlamento francês Marie-Cristine Dalloz. Ela é uma das pessoas que visitou a Crimeia ilegalmente. Vamos transmitir as suspeitas contra Thierry Mariani e Yves Pozzo di Borgo, que fugiram vergonhosamente à sessão, através do chefe da delegação francesa na Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa (APSE)”, escreveu o deputado da Rada Suprema (parlamento ucraniano) Vladimir Ariev no Facebook.

Durante a visita, um dos deputados, Yves Pozzo di Borgo, publicou comentários e diversas vistas deslumbrantes da Crimeia.

Celebrações na Crimeia - Sputnik Brasil
Ucrânia decreta bloqueio alimentar à Crimeia
A península da Crimeia se separou da Ucrânia para se juntar a Rússia em março de 2014 após um referendo em que mais de 96% da população votaram a favor da secessão. O governo central ucraniano e seus aliados ocidentais chamaram a votação de “anexação”, enquanto a Rússia assinalou que as ações da população local estiveram dentro do quadro do direito internacional.

Hoje no 4º Fórum Parlamentar Internacional em Moscovo, o presidente da Duma de Estado russa Sergei Naryshkin disse que a Crimeia não foi anexada em 2014 mas em 1991.

Com o colapso da União Soviética, em 1991 a Crimeia se tornou parte da recém-independente Ucrânia, embora até 1954 fizesse parte da república socialista da Rússia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала