Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Coreia do Norte se prepara para lançar foguetes e levar satélites ao espaço

© Foto / NASA/Reid WisemanA Terra vista da Estação Espacial Internacional
A Terra vista da Estação Espacial Internacional - Sputnik Brasil
Nos siga no
Dois funcionários do alto escalão da Associação Aeronáutica Nacional de Desenvolvimento (NADA) da Coreia do Norte concederam entrevista à mídia dos EUA relatando que o país asiático está pronto para lançar foguetes e satélites para o espaço. Eles disseram que a iniciativa encontra-se em seus “preparativos finais” sem especificar datas.

O diretor de Desenvolvimento Científico da NADA, Hyon Gwang, e o chefe do Centro de Controle de Satélites, Kim Gun Song, receberam o jornalista Will Ripley, da CNN, na sede do órgão norte-coreano e contaram alguns detalhes do programa especial da Coreia do Norte. Segundo eles, os cientistas do país conseguiram um grande progresso nas últimas semanas e disseram que o trabalho agora se concentra no aperfeiçoamento do sistema de lançamento e de controle dos satélites.

“Temos nossa programação e o nosso próprio programa de lançamento de satélites pacíficos. Temos conseguido bons progressos no nosso trabalho. Nosso objetivo final é transformar a Coreia do Norte em uma grande potência espacial”, afirmou Hyon.

Coreia do Norte - Pyongyang - Sputnik Brasil
Coreia do Norte: instalações nucleares estão funcionando em plena capacidade
O diretor da NADA não marcou data para o lançamento do primeiro dos satélites programados, embora a especulação internacional seja de que isto aconteça no dia 10 de outubro, Dia da Fundação do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte. Hyon destacou a dificuldade e o trabalho científico e tecnológico do processo e que, por isso, “não é algo que você deve-se implementar em um determinado dia”.

Sobre as preocupações internacionais quanto ao projeto espacial norte-coreano, o diretor da NADA reconheceu que estas existem, mas garantiu que o trabalho tem fins pacíficos e que a vontade e a determinação do país não mudarão porque a iniciativa beneficiará a vida de 24 milhões de pessoas na Coreia do Norte.

“Por que diabos temos qualquer intenção de deixar cair mísseis nucleares sobre as cabeças de pessoas em todo o mundo, incluindo, naturalmente, o povo dos EUA?”, afirmou Hyon.

Soldado norte-coreano próximo à fronteira com a Coreia do Sul. - Sputnik Brasil
Seul teme 'preparativos para lançar míssil' da Coreia do Norte
Já Kim Gun Song afirmou à CNN que, apesar das dificuldades econômicas, o país continuará investindo em seu programa espacial, “independentemente do que as pessoas falam”. O chefe do Centro de Controle de Satélites realçou o teor pacífico do projeto e acrescentou que a “ameaça real” é os EUA e outras potenciais mundiais, que possuem grandes orçamentos e capacidade de usar o espaço militarmente.

Na reportagem, Will Ripley relatou que a recém-inaugurada sede da NADA fica em um bairro residencial de Pyongyang, em nada aparentando ser uma instalação militar complexa, como alguns observadores internacionais defendem. O jornalista contou que passou por uma inspeção de segurança sem muitas exigências e que, entretanto, foi recebido no pátio, não tendo acesso ao interior das instalações.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала