Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Moça palestina em Israel: Morte sem direito a médico

Soldado israelense no posto de controle entre Israel e Palestina
Soldado israelense no posto de controle entre Israel e Palestina - Sputnik Brasil
Nos siga no
Uma moça palestina de 18 anos foi morta a tiros por soldados israelenses no posto de controle em Hebron por alegadamente ter recusado mostrar a sua bolsa ou rosto e “tentado atacar” um soldado. Ela morreu de múltiplas lesões num hospital depois de sangrar na rua.

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel - Sputnik Brasil
Breno Altman: Política dos EUA na questão palestina mantém 'apartheid sionista' de Israel
Hadil Hashlamoun foi baleada dez vezes pelas Forças de Defesa de Israel no posto de controle israelense em Hebron nesta terça-feira (22).

Os soldados israelenses não permitiram aos paramédicos aproximarem-se da moça ferida que, segundo os militares, tentou esfaquear um deles. Porém, as testemunhas e as fotos não provam isso.    

A adolescente de 18 anos morreu no Centro Medico Shaare Zedek naquele mesmo dia.

“Foram realizadas três operações à minha filha”, disse Salah Hashlamoun, pai de Hadil, aos repórteres locais. 

“Uma parte dos seus intestinos teve de ser removida. Mas a bala no peito foi o que a matou”, acrescentou.

Segundo os relatos na mídia palestina local, a moça foi baleada depois de ter recusado abrir a bolsa ou levantar o seu niqab após solicitação dos soldados israelenses. Ela foi deixada jazer na rua sangrando por 30 minutos até que os militares permitiram aos médicos aproximar-se dela, diz a agência de notícias Middle East Eye.

O exército israelense por sua vez declarou que a adolescente era uma terrorista que tentou esfaquear um dos soldados. Segundo a história das Forças de Defesa de Israel, Hashlamoun estava em situação crítica depois de ser atingida nas pernas e morreu das lesões mais tarde. 

Entretanto, as fotos tiradas pelo grupo Mocidade Contra Assentamentos logo antes e após os disparos parecem contradizer as declarações do exército. 

صور حصرية: تسلسل إطلاق الرصاص على المواطنه هديل صلاح الهشلمون التي يتدعي الجيش انها حاولت طعن جندي. The sequence of…

Posted by ‎Youth Against Settlements شباب ضد الاستيطان‎ on Tuesday, 22 September 2015

“Lançou uma pedra? Receba uma bala!”

Jovens palestinos lançam pedras contra veículo policial israelense - Sputnik Brasil
Polícia de Israel poderá disparar contra palestinos que lançam pedras
A Sputnik já escreveu que a polícia israelense agora pode usar franco-atiradores para abrirem fogo contra jovens palestinos que lançam pedras em algumas regiões do país. 

Durante o primeiro fim de semana após a aprovação de novas regras, um site pró-Israel 0404 news publicou um vídeo onde franco-atiradores atingem um rapaz palestino e apelou ao público para espalhar o vídeo. 

רק ככה זה יעבוד. זרקת אבן? קבלת כדור. תפיצו חברים!

Posted by 0404 on Saturday, September 19, 2015

O filme mostra um soldado israelense apontando um rifle contra um jovem palestino que pega em pedras e as lança em direção não definida. Não está claro se o rapaz queria atingir alguém porque as pedras caem fora do campo de visão do vídeo. 

Alguns segundos depois de o jovem lançar duas pedras, o franco-atirador carrega no gatilho.

A bala atinge a perna do adolescente, mas ele consegue levantar-se e escapar coxeando. 

“A única maneira como isto vai funcionar é: lanças uma pedra? Recebes uma bala. Gente, partilhem!” foi o comentário adicionado pelo 0404 News à postagem. 

O incidente parece ter acontecido na Cisjordânia, mas não está claro onde exatamente e quando.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала