Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Empresa russa transforma avião de treinamento em drone

© Sputnik / Anton Denisov / Abrir o banco de imagensUm Yak-130 durante o salão aeroespacial MAKS 2009
Um Yak-130 durante o salão aeroespacial MAKS 2009 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Na segunda-feira, uma empresa de construção aeronáutica russa anunciou estar trabalhando em um projeto inovador. Trata-se de uma modernização do bombardeiro ligeiro Yak-130, usado para voos de treinamento.

Mas não é uma modernização qualquer: depois, o avião poderá ser usado como um drone, capaz de ser comparado com o famoso MQ-9 Reaper, do exército dos EUA.

O projeto está sendo realizado pela empresa Radioelektronnye Tekhnologii (Tecnologias Radioeletrônicas) 

Em um comentário à Sputnik, o especialista russo Viktor Litovkin, coronel reformado, saudou a escolha do aparelho a ser modernizado:

Aterrissagem do avião MS-21 Irkut. - Sputnik Brasil
Rússia lança novo avião
“É um avião de treinamento universal, que pode ser usado para treinar a pilotagem não só de qualquer modelo russo dos aviões Sukhoi ou MiG, mas ainda dos estrangeiros Eurofighter, F-16, F-18, os franceses, digamos, os Rafale”.

“Depende do software instalado”, frisa o especialista, destacando que o outrora caça- bombardeiro pode virar caça, ao muni-lo de bombas ou mísseis.

Além disso, o aparelho tem capacidade de “realizar voos sobre áreas montanhosas, combater grupos terroristas, manter a comunicação com aviões pesados, como o Su-30”.

Comentando a nova função de veículo aéreo não tripulado do avião pilotado, Litovkin sugere que “a vida humana é mais cara do que um avião”.

© Sputnik / Vladimir Astapkovich / Abrir o banco de imagensUm jovem visitante do salão aeroespacial MAKS 2015 examina a cabine de um Yak-130
Um jovem visitante do salão aeroespacial MAKS 2015 examina a cabine de um Yak-130 - Sputnik Brasil
Um jovem visitante do salão aeroespacial MAKS 2015 examina a cabine de um Yak-130

No entanto, o especialista duvida que o novo drone russo possa ultrapassar os drones estadunidenses em todas as características, já que “os americanos têm drones capazes de voar 24 horas sem reabastecimento”.

Porém, “os construtores devem saber melhor do que eu”, disse Litovkin.

O Yak-130 é usado atualmente pelas Forças Aéreas da Argélia, Bangladesh, Bielorrússia, Síria e Vietnã. O Irã também está estudando a possibilidade de comprá-los.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала