Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Governador de Okinawa anula deslocamento da base norte-americana

© AFP 2021 / TOSHIFUMI KITAMURAAviões e helicópteros na Estação Aérea da Unidade Naval de Futenma, Ginowan, província de Okinawa
Aviões e helicópteros na Estação Aérea da Unidade Naval de Futenma, Ginowan, província de Okinawa - Sputnik Brasil
Nos siga no
Takeshu Onaga, governador da província de Okinawa, disse aos jornalistas que pretende rever a decisão em relação ao deslocamento da base militar norte-americana de Futenma, informa o The Nikkei Daily.

Segundo a mídia local, o governador de Okinawa, a província mais meridional do Japão, anulará a decisão do seu predecessor de deslocar a base militar norte-americana para outro lugar devido às muitas controvérsias.

O secretário do gabinete de Abe, Yoshuhide Suga, anunciou no mês passado que o deslocamento da Estação Aérea da Unidade Naval de Futenma ia ser adiada até setembro.

Segundo o jornal, Tóquio reiniciou a discussão sobre a mudança da base no sábado (12).

A declaração de Onaga implica um procedimento de 3 semanas, que inclui consultas com o Bureau de Defesa de Okinawa. Espera-se que o anúncio formal seja divulgado em meados de outubro.

O diário japonês informa que, provavelmente, a administração Abe poderá solicitar uma revisão administrativa pelo Ministério de Terra, que permite iniciar um processo no tribunal.

Os planos para deslocar a base do distrito populoso de Ginowan para Henoko, que fica na cidade costeira de Nago, provocaram divergências entre os que se preocupam com o ambiente e os que estão contra a presença dos militares norte-americanos no Japão.

O problema é que a base fica perto de universidades e ameaça a saúde da população local. Para deslocá-la para Henoko é necessário aumentar a largura da faixa litoral em cerca de 160 hectares. A população está contra este passo devido ao possível dano causado aos recifes de coral. Os habitantes locais mais ativos exigem que a base seja deslocada para uma outra província japonesa ou mesmo para fora do Japão.

Cubano acena positivamente de sua varanda decorada com as bandeiras dos EUA e de Cuba - Sputnik Brasil
Discussão das relações Cuba-EUA gira em torno de indenizações e Guantánamo
Em abril, o ministro de Defesa japonês, Gen Nakatani, e o seu homólogo norte-americano Ashton Carter reafirmaram o plano de deslocamento como parte do acordo intergovernamental. Este acordo previa 2014 como o último prazo para o deslocamento da base militar norte-americana.

Mais de metade dos militares norte-americanos instalados no Japão estão em Okinawa. A província foi controlada pelos EUA entre 1945 e 1972. A base militar norte-americana em Okinawa ocupa de cerca de 10% do território na província e 18% da ilha de Okinawa.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала