Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Ministra do Meio Ambiente vai apresentar proposta para a COP 21 ao Congresso

© AFP 2021 / Raphael AlvesFloresta Amazônica
Floresta Amazônica - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, vai apresentar no próximo dia 30 de setembro para a Comissão Mista de Mudanças Climáticas do Senado Federal a proposta que o Brasil vai expor durante a COP 21, Conferência do Clima, que será realizada no final do ano em Paris, na França.

Poluição do ar - Sputnik Brasil
Estudo mostra preocupação das indústrias brasileiras na redução das emissões de CO2
A conferência, que vai reunir 196 países, tem como principal objetivo fechar um novo acordo entre os países para diminuir a emissão de gases de efeito estufa, diminuindo assim o aquecimento global e limitando o aumento da temperatura mundial em 2º C até 2100.

O novo acordo vai substituir o protocolo de Kioto de 1997. Todos os países devem apresentar até o dia primeiro de outubro as propostas de redução de emissões do efeito estufa.

De acordo com o Presidente da Comissão Mista de Mudanças Climáticas, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), durante a audiência no Congresso, a ministra vai expor a posição brasileira sobre a questão, que já vem sendo mostrada por Izabella Teixeira nas viagens internacionais que tem realizado.

“Ela já tinha sido convidada para vir aqui à nossa Comissão. Inclusive, queremos que ela venha apresentar a proposta que o Brasil vai levar na COP 21. Ela teve uma série de viagens internacionais participando já desse esforço de construção do ambiente de entendimento com todos os países que subscreveram o acordo do clima”.

No dia 17 de setembro, a Comissão Mista de Mudanças Climática vai discutir também a Encíclica Verde, documento divulgado pelo Vaticano, em junho deste ano, no qual o Papa Francisco, além de culpar a humanidade pelo aquecimento global e alertar para a degradação ambiental, diz temer que o controle da água pelas grandes empresas mundiais resulte em uma das principais fontes de conflitos deste século.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала