Ex-premiê da Ucrânia: ucranianos são alienados com slogans patéticos sobre a Rússia

© REUTERS / Maxim ZmeyevEx-primeiro-ministro da Ucrânia, Nikolai Azarov
Ex-primeiro-ministro da Ucrânia, Nikolai Azarov - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A população da Ucrânia está sendo artificialmente programada por meio de tecnologias de alienação em massa para se tornar hostil aos russos, acredita o ex-primeiro-ministro do país Nikolai Azarov.

A chanceler alemã Angela Merkel, o presidente francês François Hollande e presidente ucraniano Petro Poroshenko falam com a mídia após a sua reunião em Berlim, Alemanha, 24 de agosto de 2015 - Sputnik Brasil
Presidente ucraniano não conseguiu formar aliança contra a Rússia
Para ilustrar sua opinião, ele citou exemplos de alguns slogans primitivos que são constantemente “martelados” para os ucranianos, e que normalmente utilizam termos pejorativos para denegrir a Rússia e elogios para glorificar o Ocidente, passando a imagem de que a Ucrânia é um país europeu, diferente da Rússia.

Além disso, ele destacou que muitos dos “slogans patéticos” usados no país, são, ainda por cima, muitas vezes, contraditórios entre si.

Na opinião de Azarov, o recurso explorado pela propaganda, neste caso, tende a transferir a culpa dos problemas das pessoas para terceiros.

“Pularam na Maidan, bradaram “Quem não pula, é “moskal”[termo usado de forma depreciativa para designar russos]”, “Ucrânia é Europa”, levaram ao poder demagogos profissionais, e agora também assassinos, e recebem o que: o empobrecimento” – disse o ex-premiê.

Protesto na praça Maidan em Kiev, 22 de fevereiro - Sputnik Brasil
Opinião: aproximação da Ucrânia à UE só trouxe problemas
Mas os acusados por tudo isso, segundo ele, não são aqueles que tomaram o poder e controlam o país, mas os russos, ou quem quer que seja, menos aqueles que são realmente responsáveis pela atual situação na Ucrânia.

No entanto, as leis que pioram a vida dos ucranianos não são aprovadas por “agentes do Kremlin”, mas por aqueles que chegaram ao poder através do golpe de Estado, destaca Azarov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала