Pesquisa: russos apoiam militares em cargos do governo, mas são contra ditadura

© Sputnik / Grigoriy SisoevMilitares ensaiam para a Parada da Vitória
Militares ensaiam para a Parada da Vitória - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O centro de pesquisa de opinião pública da Rússia (VTSIOM) realizou um estudo avaliando a posição da população russa em relação à influência dos militares no país.

A pesquisa revelou que dois terços dos russos aprovam a nomeação de militares para cargos no governo, mas o mesmo número de entrevistados se manifestou contra uma ditadura militar, sob a qual o “exército tomaria o controle dos acontecimentos para si”. 

Sergei Shoigu, ministro da Defesa da Rússia - Sputnik Brasil
Rússia faz reforma militar e cria Forças Aeroespaciais
O índice de entrevistados que respondeu negativamente à nomeação de militares para postos em órgãos do governo foi de apenas 9%, sendo que 24% se disseram indecisos sobre esta questão. 

Segundo afirmam os sociólogos, a posição da população russa em relação a militares no poder não se alterou muito nos últimos 25 anos, no entanto aumentou o número de pessoas que não se dizem dispostas para uma ditadura militar no país, crescendo de 59% em 1990 para 67% na pesquisa atual. 

O estudo também mostrou que 39% dos entrevistados afirmaram que é necessário tomar a estrutura do exército para criar um modelo de construção da sociedade, enquanto 40% apoiam o reforço do papel das forças armadas (25 anos atrás esse índice era de apenas 25%). 

Em contrapartida, a pesquisa mostrou também que 40% da população considera os padrões militares inaceitáveis, o que, segundo o VTSIOM, é opinião majoritariamente de jovens formados de grandes cidades.  


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала