Ucrânia é acusada de colocar equipamento militar pesado na linha de contato em Donbass

© REUTERS / Aleksandr KlymenkoMembers of the Ukrainian armed forces gather on armoured vehicles on the roadside near the village of Vidrodzhennya outside Artemivsk, Donetsk region, Ukraine, June 9, 2015
Members of the Ukrainian armed forces gather on armoured vehicles on the roadside near the village of Vidrodzhennya outside Artemivsk, Donetsk region, Ukraine, June 9, 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O porta-voz do Ministério da Defesa da autoproclamada república popular de Donetsk, Eduard Basurin, acusou o exército ucraniano de continuar a movimentar equipamento militar pesado na linha de contato em Donbass.

Militar ucraniano dispara de lançador de granadas em Donetsk - Sputnik Brasil
Militares ucranianos bombardeiam Donetsk 32 vezes em 24 horas
Segundo ele, as forças independentistas do leste ucraniano registraram 45 unidades de armamento pesado na linha de contato, incluindo o sistema de lançamento de foguetes múltiplo Smerch. 

Basurin também afirmou que a inteligência de Donetsk registrou o desembarque de 10 unidades de equipamento militar na região de Kurdyomovka, além da chegada de armamento e oficiais da Guarda Nacional em Dmitrovka.

Depois do recente agravamento da situação no leste da Ucrânia, as forças de Donetsk declararam na semana passada que as forças de Kiev estão planejando uma ofensiva com o objetivo de cercar a região.

OSCE controla o movimento do material blindado ucraniano em Donbass - Sputnik Brasil
Acordos de Minsk ainda podem ser cumpridos apesar da escalada em Donbass
De acordo com as autoridades da república de Donetsk, em 20 de Agosto o agrupamento de unidades armadas pró-Kiev no leste da Ucrânia somou 90 mil homens e oficiais, 450 tanques, 203 unidades de artilharia e cinco complexos de mísseis Tochka-U. As tropas estão concentradas em quatro setores — Mariupol, Donetsk, Debaltsevo, e Luhansk.

Desde meados de abril de 2013 a Ucrânia começou a realizar uma operação militar para atacar as forças independentistas no leste da Ucrânia, em particular as autoproclamadas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk. Estas não reconhecem a legitimidade das novas autoridades ucranianas que chegaram ao poder após um golpe de Estado em Kiev.

A operação militar continua apesar dos Acordos de Minsk alcançados entre as partes, que preveem a retirada de tropas, o cessar-fogo e a descentralização do poder. Segundo os últimos dados da ONU, mais de sete mil civis já foram vítimas mortais deste conflito.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала