China mostrará novas armas na parada militar

Nos siga noTelegram
A Força chinesa de Mísseis Estratégicos, o Segundo Corpo de Artilharia (SAC) irá apresentar sete tipos de mísseis na parada militar em 3 de setembro. Hoje se realizou o ensaio final do desfile militar em homenagem ao 70º aniversário da vitória na Segunda Guerra Mundial.

Organizado em seis formações militares, os armamentos incluem mísseis de longo alcance, de médio e curto alcance, bem como mísseis convencionais e nucleares, disse uma fonte militar à Xinhua.

Praça da Paz Celestial (Tiananmen), em Pequim, é a terceira maior praça no mundo. Foto de arquivo - Sputnik Brasil
Presidente da Rússia aproveitará celebrações na China para fomentar parceria
"Nosso armamento de mísseis tem avançado muito, em termos de alcance, de métodos de ataque, precisão e mobilidade", disse a fonte.

Foi anteriormente relatado que o desfile militar incluirá 12.000 soldados, 500 equipamentos, e cerca de 200 aeronaves, conforme disse Qu Rui, vice-diretor da equipa responsável pelo desfile e vice-chefe do Departamento de Operações do Estado-Maior.

Alegadamente, 84 por cento dos armamentos a serem exibidos no desfile militar nunca foram vistos pelo público antes.

A fim de marcar o 70º aniversário da vitória na Guerra de Resistência do Povo Chinês contra a a agressão japonesa na Segunda Guerra Mundial, 50 formações irão desfilar através da Praça Tiananmen, incluindo 11 formações de infantaria, duas formações de veteranos em veículos, 27 formações de artilharia e 10 escalões de aviação.

Tanques chineses T-62 - Sputnik Brasil
China prepara demonstração de força militar em sua Parada da Vitória
Exibir novos sistemas de armas em desfiles militares é uma prática internacional. 

"O desfile se destina a comemorar a História, a valorizar a memória dos nossos soldados que morreram pela revolução, defender a paz e o futuro, sem apontar a arma a outros países", disse Qu.

A Rússia também foi convidada para participar do desfile militar na China. 76 militares do Regimento Preobrazhensky vão fechar a parada.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, assistirá à parada militar em Pequim no dia 3 de setembro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала