Ucrânia deixará de cooperar com CEI na busca de criminosos

© AFP 2022 / SERGEI SUPINSKY Novo destacamento de polícia ucraniana
Novo destacamento de polícia ucraniana - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O premiê ucraniano Arseny Yatsenyuk disse nesta quinta-feira (20) que a Ucrânia desde 24 de agosto irá deixar o sistema de busca de criminosos e troca de informações sobre eles no quadro da Comunidade dos Estados Independentes (CEI), composta por Estados que tinham pertencido à União Soviética.

Livro aberto - Sputnik Brasil
Ucrânia elabora ‘lista negra’ de livros russos
Anteriormente esta informação foi comunicada pelo ministro do Interior ucraniano Arsen Avakov. Ele informou que em vez disso a Ucrânia irá propor aos países da CEI uma colaboração na troca de informação e busca de criminosos em base de acordos bilaterais.

“A partir do dia 24 [de agosto] nós saímos da assim chamada base de apuração das infrações penais dos países da CEI”, disse Yatsenyuk a jornalistas. Segundo ele, a adesão da Ucrânia à base de dados da Interpol significa que ela ficou “parte do sistema comum internacional de busca”.

Segundo os dados da mídia russa, neste momento entra o Ministério do Interior da Ucrânia e a Rússia estão em vigor quatro acordos de cooperação jurídica. Segundo divulgaram anteriormente as forças de segurança russas, durante os primeiros seis meses deste ano a Provuradoria Geral da Rússia tomou 25 decisões de extradição de criminosos à Ucrânia. As forças de segurança ucranianas por sua vez decidiram extraditar à Rússia 12 fugitivos que se escondem da justiça.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала