Grécia quer Parlamento Europeu na supervisão do programa de resgate

© AP Photo / Thanassis StavrakisGreece's Prime Minister Alexis Tsipras
Greece's Prime Minister Alexis Tsipras - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, pediu nesta quarta-feira "envolvimento direto e completo" do Parlamento Europeu na supervisão do programa de resgate grego, em carta direcionada ao presidente da instituição, Martin Schulz.

Bundestag - Sputnik Brasil
Novo pacote de ajuda à Grécia é aprovado pelo parlamento alemão
"Julgo politicamente imperativo que a única instituição com mandato popular direto da Europa atue como garantidor definitivo da responsabilidade democrática e compatibilidade da política econômica europeia", afirmou Tsipras na carta.

Um porta-voz de Schulz disse que vai discutir o pedido em sua próxima reunião com os líderes da convenção partidária do parlamento. Um parlamentar afirmou que o pedido seria bem recebido por muitos legisladores que, por anos, procuraram aumentar o papel do parlamento em questões orçamentárias e econômicas.

Qualquer decisão de mudar a supervisão do programa de resgate na Grécia, no entanto, precisaria de aprovação unânime da proposta.

Envolver o Parlamento Europeu na supervisão do programa pode ser um caminho para Tsipras suavizar os duros termos de austeridade do tratado, uma vez que os partidos de esquerda do parlamento têm sido críticos com as exigências do acordo.

Grécia se esforça para chegar a um acordo com os seus credores a poucas horas do vencimento da dívida junto ao FMI - Sputnik Brasil
Grécia inicia processo de privatizações com venda de 14 aeroportos para empresa alemã
É pouco provável que a proposta de Tsipras seja aprovada, já que a Alemanha e outros países do bloco que lastreiam os empréstimos à Grécia com garantias dos contribuintes veem o pacote como um assunto que deve ser tratado entre os governos nacionais.

O acordo foi assinado entre os governos nacionais e não dá poder de decisão ao Parlamento Europeu. Berlim confia apenas no FMI para fazer o acordo ser cumprido e vê a Comissão Europeia como instituição "branda demais".

Nesta quarta-feira, o parlamento alemão aprovou o mais recente pacote de resgate grego, mas um número recorde de parlamentares de partidos conservadores que apoiam a chanceler alemã, Angela Merkel, rejeitou a proposta, pois veem riscos políticos no apoio à Grécia.

O fundo de resgate da zona do euro também está envolvido na supervisão do programa, que está sendo ratificado pelos legisladores de todo o bloco.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала