Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Com fim das sanções, Índia considera comprar gás do Irã

© AP Photo / Vahid SalemiRefinaria de gás em Asalouyeh, Irã
Refinaria de gás em Asalouyeh, Irã - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Índia está considerando a compra de gás natural liquefeito (GNL) do Irã, segundo anunciou o Ministro de Estado indiano para Petróleo e Gás Natural, Dharmendra Pradhan, nesta quarta-feira (12).

Vista de Teerã, capital do Irã - Sputnik Brasil
Dólar vs. petróleo: o futuro dos EUA depende do acordo com o Irã
Em julho, o Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução para suspender as sanções internacionais contra o Irã em troca de garantias sobre a natureza pacífica do programa nuclear de Teerã. Segundo o vice-ministro do Petróleo iraniano, Amir Hossein Zamaninia, as sanções impostas ao setor de petróleo e gás do país deverão ser levantadas em outubro ou novembro.

"Com o levantamento das sanções, o Irã está novamente planejando instalações de liquefação de GNL. Uma delegação indiana visitou o Irã durante a última semana de julho de 2015 (…) [e] indicou sua vontade de importar GNL do Irã", informou Pradhan, em mensagem por escrito à câmara alta do Parlamento indiano.

Em 2005, a companhia estatal de transporte de gás GAIL, da Índia, ao lado da Indian Oil Corporation e da também estatal Brahmaputra Cracker and Polymer Limited (BCPL), assinou um contrato com a Companhia Nacional de Exportação de Gás do Irã (NIGEC) para a compra de 5 milhões de toneladas de GNL por ano, segundo a declaração de Pradhan.

Caça Т-50 (PAK FA) - Sputnik Brasil
Rússia e Índia negociam produção conjunta de tanques, aviões e navios
A NIGEC, entretanto, falhou em executar o contrato, uma vez que não tinha recebido aprovação da Companhia Nacional de Petróleo do Irã.

De acordo com o ministro indiano, a demanda de gás do país asiático pode aumentar em quase um terço entre 2018 e 2019.

Atualmente, a importação de recursos energéticos por parte da Índia responde por 75 por cento das necessidades totais de energia do país.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала